Dicas para pintar pavimentos na perfeição – Parte I

Artigo colocado em Sem categoria | 0

Se estás a pensar renovar a decoração da tua casa e não sabes por onde começar, nós temos uma sugestão: porque não pintar o pavimento?! Sim, leste bem. Há muitas formas de dar uma nova “cara” à tua casa e, podemos considerar, que pintar o pavimento é  uma das mais arrojadas. No entanto, com os materiais necessários e as cores mais adequadas podes dar à tua casa um toque de originalidade e modernidade que certamente não passará despercebido a ninguém.

Segue o guia para pintar pavimentos na perfeição
Segue o guia para pintar pavimentos na perfeição

Para te ajudar nesta tarefa, hoje trazemos uma espécie de mini guia com truques e dicas com tudo o que precisas de saber para pintar pavimentos na perfeição. Toma nota.

1. Escolher as tintas

Para pintar pavimentos, deves ter em conta os mesmos aspetos que terias se estivesses a pintar qualquer outro suporte. Isto significa que deves procurar a tinta mais adequada para o tipo de superfície que queres pintar. A única diferença, neste caso, é que tens que escolher aquela que apresenta o maior grau de resistência à abrasão produzida pela passagem das pessoas.

  • Pavimentos de cimento - existem várias opções: desde pinturas para pavimento que proporcionam uma simples “fixação” do suporte, para preservá-lo e evitar o pó, até às outras que permitem pintar a rampa de uma garagem.
  • Pavimentos de madeira - o mais habitual é usar tintas de poliuretano.
Tintas para chão, AKI
Tintas para chão, AKI

Outro fator importante na hora de escolher a tinta é decidir o tipo de dissolvente com o qual preferes trabalhar, uma vez que certas tintas permitem essa escolha. Este ponto é importante, por exemplo, quando pintamos sótãos ou espaços fechados, ou quando a tinta vai estar em contacto com alimentos. Nestes casos, convém pensar numa tinta que se possa diluir com água.

Tintas para pavimento de tráfego intenso



APLICAÇÃO PRINCIPAL TINTA ALGUNS USOS
Fixar o cimento Sintética Sótãos (sem humidade) ou lugares de trânsito moderado
Proteger de agentes químicos Borracha clorada Piscinas ou pavimentos de uso industrial
Superfícies com trânsito elevado Epóxi Garagens ou zonas de trânsito elevado
Piscinas desportivas Acrílica para pistas desportivas Espaços desportivos ou interiores que aconselham pinturas a água

 

2. Reunir as ferramentas e materiais necessários

Para pavimentos de cimento vais precisar das seguintes ferramentas: balde com grelha, escova metálica, luvas, máscara, rolo, trincha, pintura para pavimentos de cimento, ácido clorídrico, lixa para cimento e dissolvente.

Para pavimentos em madeira vais precisar de: máscara, espátula para alisar, balde com grelha, luvas, rolo, trincha, óculos de proteção, lixadora vibratória, tinta poliuretano, lixa fina para madeira, dissolvente nítrico e decapante.

É importante reunires todos os materiais antes de começares a pintar pavimentos
É importante reunires todos os materiais antes de começares a pintar pavimentos

3. Preparar o suporte a pintar

A preparação do suporte é, como sempre, um aspeto vital para alcançar um resultado duradouro. Seguem alguns pontos que deves ter em atenção, em particular:

  • Porosidade do pavimento - Se o pavimento estiver polido, deverás abrir os poros e, para esse efeito, o procedimento mais simples é esfregá-lo com uma escova metálica. Se mesmo assim não for suficiente, deverás pensar em procedimentos industriais (lixadora, granalhadora…). No caso de pavimentos muito bem acabados com talocha dentada, será muito mais fácil aplicar diretamente um impermeabilizante.

Por hoje ficamos por aqui, mas voltamos no próximo sábado com mais dicas sobre os cuidados a ter antes de começar a pintura, e os aspetos do suporte do teu pavimento de modo a que possas pintá-lo na perfeição.

Deixa uma resposta


8 − = 3